segunda-feira, 11 de maio de 2009

CRESCENDO NA VIDA CRISTÃ

Um dos caminhos a se percorrer nessa terra para descobrir a verdade de Deus, ou seja sua Palavra, é meditá-la, buscá-la, aprofundar-se nela, querer conhecer mais de Deus e sua vontade. Na epístola geral de Pedro, o Espírito de Deus se manifesta dizendo: “Antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.” (2Pe 3.18). Crescei na graça e no conhecimento? Mas como isso?. Ninguém nasce sabendo todas as coisas, desta forma não seria diferente no reino espiritual e no humano, assim como na natureza, a vida do homem tem seu curso natural a percorrer. Na vida espiritual você deve crescer ou fatalmente se tornará um cristão medíocre, pequeno, todos os fundamentos do Evangelho na vida cristã está em um constante movimento crescente e infinito. Um exemplo é a fé “Porque nele de descobre a justiça de fé em fé.” (Rm 1.17). Como vimos, de fé em fé, em um constante crescimento. Se mudarmos um pouco para o campo do conhecimento, vemos que também é um constante crescimento, você conhece um pouco hoje, uma pouco amanhã, depois mais um pouco como mostra Oséias “Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor.” (Os 6.3). Outro exemplo que podemos dar é a santificação “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus” (Hb 12.14). A palavra diz, segui... e não ficar estático, sempre devemos estar em movimento, você está santo hoje, amanhã mais um pouco e sempre mantendo o progresso. Podemos citar também como Paulo relata em coríntios “Mas cada um de nós com a cara descoberta, refletindo, como um espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na mesma imagem como pelo Espírito do Senhor.” (2Co 3.18). O alvo da vida cristã e crescer para chegar a um cristão amadurecido, forte, perfeito “Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.” V(Hb 6.14). ejamos o que já falamos, crescer na graça e no conhecimento, prosseguir em aprender do Senhor, buscar a santificação sempre, caminhar de fé em fé, sempre em movimento. Se meditarmos na passagem acima, Paulo quis nos dizer que dentro do contexto nos versículos 12 e 13, que a profundidade da Palavra de Deus não é para imaturos, pois esses necessitam de leite, os primeiros passos na fé ainda, o mantimento sólido é para os espiritualmente maduros, que tem seus sentidos espirituais treinados para discernir entre o bem e o mal mediante a prática da justiça de Deus através de sua Palavra, ao contrário de que são os imaturos, ou meninos na fé, que não tem sensibilidade nem discernimento espiritual para perceber o que é bom e o que é mal nessa vida, e o que honra a Deus e o que desonra. O crescimento no conhecimento da Palavra, faz com que você acabe criando mecanismos de defesa contra o mundo e contra você mesmo “falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem e igualmente as outras Escrituras, para a sua própria perdição.” (2Pe 3.16). Crescendo no conhecimento, você evita ser vítima de você mesmo, caindo nas suas próprias heresias e bobagens, ser preso por sua própria ignorância espiritual “Vós portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados e descaiais da vossa firmeza.” (2Pe 3.17), aprendendo, você não é mais envolvido pela heresia dos outros, pela ignorância teológica do mundo. Porém devemos crescer uniformes na graça e conhecimento para não sermos deformados. Alguns crescem só na graça e nada em conhecimento, outros ao contrário. Crescer só na graça torna a pessoa um menino na fé, não se envolve, fala só bobagens, não discerne voz de Deus e do homem, poder de emoções, “para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia, enganam fraudulosamente”. (Ef 4.14), um dia é puro fogo, no outro uma frieza só, um dia crente, no outro desviado, um mês na igreja, outro fora. Outros são puro conhecimento e graça zero, racionalizam tudo (Mt. 23), sabem tudo da Bíblia, mas não praticam nada, assim como os fariseus para quem Jesus falava, tornam-se obsessivos, querem dominar os outros pelo conhecimento, e existem outros que apenas usam esse conhecimento para satisfazer a carne (Cl 2.23). Mas ainda existem aqueles que não são nenhuma das duas coisas (1Co 8.7-10), são fracos, vulneráveis, manipuláveis, facilmente controlados e induzidos, isso está muito bem explicado em (Rm 14.1-12). Por isso queridos irmãos, busquemos crescer em uniformidade na vida cristã, conhecendo a Palavra e tendo intimidade com Deus pelo Espírito Santo, concerteza terão muitos frutos. No próximo estudo continuaremos com o processo de crescimento espiritual. Deus abençoe a todos.

Um comentário:

Ame Missões! disse...

Exelente estudo irmão Luciano, obrigado por compartilhar. Concordo, Crescendo no conhecimento, você evita ser vítima de você mesmo, caindo nas suas próprias heresias e bobagens, ser preso por sua própria ignorância espiritual sem duvida não podemos parar de lermos e examinar as escrituras para ser sábios e não cair no engano e arriscando até perder a nossa salvação.
Deus o abençoe
Fraternalmente
Natalino

Postar um comentário